Setor têxtil: análises e perspectivas

Em 2019 a indústria têxtil nacional viveu um ano desafiador com questões macroeconômicas impactando diretamente no desempenho da indústria. Para o ano, as projeções foram reformuladas e a expectativa é que haja alta de 0,8% na produção e de 1% a 1,5% no varejo.

Já para 2020, indicadores apontam um ano de melhores resultados, com a queda da inflação e dos juros. Estudos mostram que poderá haver crescimento de 2% a 2,5% no setor no próximo ano.

É importante lembrar que o Brasil é um grande player no mercado mundial, sendo a maior cadeia têxtil completa do Ocidente, com produção de cerca de nove bilhões de peças anuais. A indústria ainda enfrenta alguns desafios como as questões relacionadas à sustentabilidade e a revolução digital que mudou a forma como o mercado consome moda.

Cenário Brasil 2020

A recuperação da atividade econômica tem ficado mais evidente neste segundo semestre. O avanço de 0,6% do PIB no terceiro trimestre do ano surpreendeu positivamente, com nova projeção de expansão de 1,2%. Para 2020 a expectativa é que a taxa de juros chegue a 4,25% e o PIB cresça 2,5%.

“No próximo ano teremos um cenário econômico mais otimista. Acreditamos que isso ajudará a impulsionar a indústria têxtil, a trazer crescimentos mais consistentes e a criar novas oportunidades”, afirma Henrique Reis, Relações Internacionais da GOTEX Show, evento voltado a fomentar oportunidades na cadeia têxtil.

Fontes: ABIT, IBGE, Bloomberg, Estadão Empresas.

Postado em Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *